Follow by Email

domingo, 25 de abril de 2010

Voltas e voltas por Santiago... =)

O Chile é um país que a cada dia me surpreende mais! Depois do cataclismo que vivenciamos com o terremoto (cataclismo porque a cidade de Concepción, epicentro, moveu 3 metros em direção ao oceano pacífico e nosso continente está um pouco mais próximo da Ásia do que estava antes do terremoto), imaginei que tudo seria diferente... que o país ia parar, que não haveriam muitos turistas por muito tempo... que os chilenos sofreriam constantemente... etc... mas foi totalmente ao contrário! Tudo voltou a funcionar tão rapidamente que eu nem acreditava. Foi o choque cultural mais forte que tive desde quando cheguei no Chile porque o trauma do terremoto levou umas 3 semanas para passar (eu acordava todas as noites com os tremores e sempre ficava muito nervosa... passava o dia vendo o site que informa quais tremores tiveram no país e quais foram as intensidades... e tudo isso fez muuuito mal para a minha gastrite nervosa...), enquanto que a maioria das pessoas já estava levando a vida como se nada tivesse acontecido.

Com o terremoto tive a oportunidade de vivenciar algo que aprendi com os livros: todo povo tem a sua própria cultura e costumes... E cabe a você aceitá-las quando está vivendo em um país diferente. Ou melhor, cabe a você não apenas aceitá-las, mas sim entendê-las e aprender a conviver com elas da melhor forma possível. Foi o que fiz com relação ao terremoto: aprendi a pensar como uma chilena e liguei o que estava sentindo aqui com os desastres naturais que sentimos no Brasil... foi assim que percebi que também temos desastres naturais no nosso país e que mesmo assim vivemos como se nada estivesse acontecendo. Posso garantir que hoje estou bem melhor e ainda mais feliz por estar morando neste país tão incrível! =)

E, para completar a minha alegria (logo depois de todas essas reflexões) tive a oportunidade de receber a visita do meu namorado no Chile! Fazia quase 3 meses que não nos víamos e a saudade estava forte... 

Aproveitamos o ânimo do país para conhecer Santiago e seus entornos (alguns lugares eu já conhecia, claro, mas meu namorado não... rs). Seguem abaixo algumas fotos desses dias tão especiais para mim. Enjoy it. =)

Parque Arauco - Las Condes (detalhe: tinha acabado de tomar vacina contra a gripe... olha o BandAid no meu braço... hehe)

Arquitetura da "região dos prédios de vidro" (o edifício da Novartis, onde a Carol trabalha e onde tomei a vacina, fica nesta região... chaaaato né?! rs)

Mall Parque Arauco - Shopping ao ar livre, inspirado em um shopping de Los Angeles

Cerro San Cristobal - Mote com huesillos (uma "bebida" típica do Chile, com huesillos - pêssego seco, milho e chá gelado) e empanada de pino, também típica =) 

Bella Vista

Viña Concha y Toro - 3ª maior vinícola do mundo

Aprendendo a degustar vinho com uma sommelier =)

Vinhos degustados - O Syrah é muuuuito bom!

Jantar no restaurante El Giratorio - Um dos restaurantes mais famosos da cidade! Fica no alto de um edifício, na comuna de Providencia, e dá pra ver toda a cidade dele. Além disso, ele literalmente gira... hehe (a parte das mesas gira beeem devagar, e assim dá pra ver todas as partes da cidade sem sair do lugar... liiiindo!!!)

Restaurante Bali Hai - Restaurante todo decorado com adereços da Polinésia Francesa e com show ao vivo de diversos tipos de danças típicas do Chile!

Dança típica da Ilha de Páscua

A paisagem do restaurante era linda! Me encantei pelo lugar =)

Palácio La Moneda (onde trabalha o Presidente do Chile)

Plaza de Armas

Queijos e vinhos em casa, com direito a caviar (esse troço preto na frente da mesinha... hehe)

A visita que recebi diretamente do Brasil foi ótima e fiquei muito feliz por ter tido a oportunidade de mostrar a ele um pouco da cidade onde moro e de apresentá-lo aos AIESECos, trainees e pessoas da empresa onde trabalho. Com certeza a presença dele um mês depois do terremoto me ajudou a enfrentar melhor a situação e a me deixar mais segura. Obrigada amor! 0=)

domingo, 11 de abril de 2010

Descobrindo a Cordilheira dos Andes - Parte I - Cajón del Maipo

Faz mais de um mês que não posto nada e por isso estou um pouco atrasada no tempo (só um pouco! rs). Depois do terremoto ficamos duas semanas em estado de alerta, pois para quem não sabe depois de um terremoto forte como o que tivemos aqui a terra fica tremendo praticamente todos os dias por um período entre 1 e 2 meses, normalmente, isso porque as placas tectônicas precisam se estabilizar e, para isso, continuam se chocando. Nas duas primeiras semanas os choques foram mais fortes (entre 5,5 e 7 graus na escala Ritcher) e isso fez com que não apenas ficássemos em estado de alerta (qualquer coisa era só correr!) como também evitou que passássemos boa parte do tempo em casa, dado que moramos em apartamento e por isso sentíamos os tremores com mais intensidade. Ou seja, por dois fins de semana seguidos não paramos em casa, sempre fazíamos algo só para não ter que ficar em nosso apartamento (!)... Ainda hoje sentimos tremores, mas não sentimos mais todos os dias e a intensidade diminuiu também (entre 4,5 e 5,5 na escala Ritcher), por isso a vida praticamente já voltou ao normal em Santiago. Só para vocês terem uma ideia, o edificio abaixo fica em frente ao meu prédio, é todo de vidro e não teve um vidro sequer quebrado com o terremoto. E, como vocês podem ver, a cidade está de pé. =)

Prédios em frente ao meu apartamento. Estão todos de pé e a vida em Santiago já voltou ao normal! =)

Outro motivo que atrasou os meus posts (bom motivo!) é que recebi uma visita muito especial nos últimos 11 dias: meu namorado!!! E é claro que saímos todo santo dia, ou seja, sem tempo para post... hehe (nos próximos capítulos acompanhem as nossas andanças por Santiago e pela Argentina!).

Bom, quero aproveitar esse post para mostrar um lugar lindo que conheci antes mesmo do terremoto. Como vocês devem sabem, a Cordilheira dos Andes é uma cadeia de montanhas imensa, presente na América Latina, e é a maior cadeia de montanhas do mundo. Ela é a fronteira entre o Chile e a Argentina e está muito pertinho de Santiago, inclusive vejo a bela paisagem da cordilheira todo dia da janela do meu apartamento. =)

Paisagem da sacada do meu apartamento. Vista da cordilheira ainda no verão (agora no outono tem muito mais neblina na cordilheira e a vista não é tão limpa)

Na região da cordilheira existem diversos pueblos (cidadezinhas bem pequenas) e ao redor desses pueblos tem uma paisagem natural linda! Normalmente é possível fazer diversos esportes radicais nessas regiões, como rafting, rapel, trekking... Decidimos então, em um belo domingo de sol, conhecer a região chamada Cajón del Maipo. Saímos de Santiago e em mais ou menos uma hora estávamos em San José del Maipo, o pueblo desta região. Como vocês podem ver na foto abaixo, é uma cidade bem pequena no meio das montanhas. Linda! =)

Pueblo de San José del Maipo

Como disse antes, há várias opções de passeios na região e nós havíamos elegido apenas um para esse dia: cumprir a missão de chegar até o famoso Embalse el Yeso, onde tem um lago natural lindo e boa parte de sua água advém do derretimento da neve formada no inverno (para aqueles que não sabem, neva na cordilheira, e muito!). Para começar nossa viagem, nos localizamos pelo mapa da cidade:

Estávamos no pueblo San José del Maipo e iríamos até bem perto da Argentina, no Embalse el Yeso (podem ver no mapa um lago grande, perto de uma termas... nossa missão era chegar lá!)

Bom, antes de mais nada, porque uma missão? Porque vocês não tem ideia do caminho tortuoso e estranho que temos que fazer para chegar até lá! O Carlos, nosso companheiro que estava no volante, tremia tanto que fiquei até com dó! (risos) O que acontece é que é um caminho de terra, no meio da cordilheira, e justamente por isso o caminho é beirando a precipícios! O meu coração foi na boca e voltou umas muitas várias vezes... hehe

Seguem abaixo algumas imagens desta aventura. Notem a beleza da região, totalmente diferente do tipo de vegetação que estamos acostumados no Brasil, na região Sudeste pelo menos... =P

Paramos para comer em um restaurante en San José e fiquei me questionando: "Que raios é Fantasy Flavor?!?!" (Se alguém descobrir me avisa, por favor! hehe)

A caminho do caminho tortuoso

Parada em uma "mini" cachoeira para um banho (para aqueles que podem né, porque só corajoso para entrar nessas águas super, hiper, mega geladas... rs)

Uma parada no caminho para fotografias. =)

A primeira coisa que estranhei aqui no Chile é a aridez da terra (lembra areia, é incrível!). Fico imaginando como deve ser no deserto do Atacama... (que, aliás, conhecerei em breve! Aguardem!)

Já no caminho tortuoso (mas lindo!)

Viva la vida! (obs: olha só o salto que o Carlos, da direita, deu! Meu ídolo!!!)

E eis que chegamos ao local tão esperado! Cumprimos a missão! Embalse el Yeso! =)

Nunca tinha visto uma água tão azul assim na vida minha... me apaixonei pelo lugar!

Olha só como a água é transparente! Incrivelmente limpa! O único problema é que, pra variar, também é gelada... hehehe

;-)

And that's it! =)