Follow by Email

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Lições aprendidas #15: Temos que aprender a praticar o desapego

Há alguns meses atrás li a frase de uma amiga que dizia que temos que aprender a praticar o desapego. Não só de bens materiais, mas também de pessoas e situações específicas.

Bem. Não é fácil. Não é nada fácil. Acho que o nosso subconsciente, em conjunto com as regras impostas pela sociedade, nos proíbe de praticar isso. Temos a necessidade de ser reconhecidos, valorizados, bem vistos pelas pessoas que nos rodeiam. E justamente por ter essa necessidade nos apegamos a pessoas e bens materiais de uma forma muito mais intensa do que deveria ser. Acreditamos que precisamos de certas coisas específicas para ser feliz, mas na verdade nem entendemos o sentido da felicidade e tratamos de tangibilizar o intangível.

Trato sempre de pensar que o mundo é imenso, existem bilhões de pessoas em todos os continentes e existem povos que vivem com toda a tecnologia mais avançada do mundo, mas também existem povos que vivem descalços na terra, sem ter acesso a um simples rádio ou TV. Por que preciso ter sempre mais e mais? Por que preciso de uma pessoa ao meu lado que viva só por mim e se dedique só para mim e mais ninguém? Por que tenho que seguir o caminho tradicional da maioria das pessoas, ao invés de olhar para dentro de mim, sentir o que está dentro do meu coração e seguir o meu próprio caminho e os meus próprios sonhos, sem entrar nos sonhos dos outros?

Praticar o desapego de bens materiais, pessoas e situações específicas não é fácil, mas é uma forma de encontrar-se nesta jornada louca que é a vida.

Nenhum comentário: